Postem seus comentários para melhoria do blog.
To post their comments for improving the blog.
Pour poster leurs commentaires pour améliorer le blog.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Biografia de Mireille Mathieu


Nascida em Avignon, sul da França, a 22 de Julho de 1946, Mireille Mathieu é filha de um operário, Roger e da dona de casa Marcelle, que enfrentaram grandes dificuldades econômicas para criar seus 14 filhos.
Como algumas biografias confundem esse número de irmãos, enumeramo-los: Monique, Christiane, Marie France, Réjane, Régis, Guy, Roger, Jean Pierre, Simone, Phillipe, Beátrice e Vincent. Esta família viveu durante anos em uma modestíssima casa de madeira, sentindo na pele o rigor do inverno e da chuva, que atravessavam as frágeis paredes.
Mesmo quebrando pedras (literalmente), Roger, seu pai, alimentava o sonho de poder cantar, visto que possuía uma bela voz de tenor. Neste ambiente Mireille cresceu e herdou o talento musical do pai. Aos 15 anos Mireille e sua família conseguiram um apartamento de 5 cômodos, e ela pôde, enfim tomar um banho quente e decente. Segundo ela mesma esse foi o dia mais feliz de sua vida. Até então...
Grande adimiradora de Edith Piaf, Mireille cantou em público pela primeira vez aos 4 anos. Porém para se tornar uma grande estrela internacional não bastava apresentar-se para a família e amigos.
Enquanto estudava canto e ouvia atentamente os conselhos da professora Laure Colliére, Mireille trabalhava duro em uma fábrica de envelopes. Aos 18 anos a 21 de novembro de 1965, participa de um concurso de calouros, no programa Télé Dimanche. O público prefere outra candidata, mas para a sorte de Mireille, um empresário Johnny Stark assiste à apresentação e aposta em Mireille. Seu primeiro disco em 48 rotações, vendeu mais de 1 milhão de cópias, com as musicas Mon credo, C’est ton Nom, Qu’elle est belle e Le funambule.
Com uma ascensão meteórica em sua carreira, Mireille participa de programas de televisão nos Estados Unidos e apresenta-se no Olympia em 1967. O instituto francês de Opinião Pública, na época, pesquisou junto ao público e declarou Mireille como a cantora preferida do povo francês.
Em 1968, Mireille esteve no Brasil e se apresentou na TV Record, como uma menina-prodigio, uma revelação da musica francesa, que seria a sucessora de Edith Piaf, imagem que ela gradativamente foi eliminando ao adquirir personalidade própria. Desde então Mireille não voltou a se apresentar no Brasil, apesar de lançar novos discos e cada vez vendendo mais.
Hoje, Mireille Já provou sua qualidade superior e se tornou a embaixatriz da cultura francesa ao redor do mundo. Seus fãns se espalharam da China ao Brasil incluindo a antiga União Soviética. Frequenta os palcos sofisticados de Monte Carlo e tem a humildade de se curvar diante de sua musa, Piaf e do Papa João Paulo II.

TRADUZIDO POR PROF. ERASMO



Nenhum comentário:

Postar um comentário